OPORTUNIDADE PARA VIVER

22/07/16 | Roberta de Angelis | Inspiração

“Eu tenho um sonho”… foi com esta frase que Martin Luther King revelou o melhor do seu “Eu” interior para o mundo e o mudou, ele desafiou todo uma sociedade de preconceito e temor para mostrar que a ambição de ser você mesmo é o que pode nos conduzir aos melhores momentos daquilo que fomos criados para: Existir!!! Viver!!

Quantas são as oportunidades que perdemos de conhecer pessoas que podem transformar nossas vidas, por Pré Conceitos, por medo de desagradar uma linha de pensamentos que fomos idealizados a seguir, por não querer desagradar um sistema ou alguém, que nos impedem de viver a magia da troca e da conexão humana.

Quantas oportunidades que perdemos de conhecer lugares e destinos, pelo medo nos encalcados  de que o viageiro da vida não tem função no sistema que alguns criaram para que pudéssemos seguir, seguir cegamente sem o poder da dúvida ou do experimento.

Quantas oportunidades de nos engasgar em risadas desenfreadas desperdiçamos por que a piada não era politicamente correta, quem criou o código da moral e conduta ilibada que devemos seguir sem questionar?

Eu gostaria da dúvida de que os caminhos que seguimos sejam mesmo corretos, de que eu possa ter a liberdade de mudar a trajetória e viver a maravilhosidade de ser como somos na nossa individualidade.

Sabe aquele momento que estamos verdadeiramente sozinhos ao cantar ou dançar no escuro de nossa presença? Esse EU que não tem censura nem crítica, que vive a liberdade de uma existência dada para poder errar quantas vezes seja necessário.

Queria ter a oportunidade de que a existência a minha volta pudesse me conhecer, e conhecer a tudo que grita ao meu interior, a possibilidade de poder surpreender a todos com minhas novidades e magias.

A realidade porém é que nossa falta de coragem nos coloca diante do que a humanidade chama de infelicidade, que impossibilita essa liberdade do ser, a falta de sabedoria para não mais desperdiçar as oportunidades de viver a leveza do ser que todos nascemos com… e que basta em não ser levada a sério.

A dura ditadura de nossa existência é justamente essa falta de sensibilidade de saber o momento de aproveitar as oportunidades de existir verdadeiramente, o medo da indiferença nos faz diferentes do que somos, os muros que erguemos nos cega a vermos as paisagens da vida que sonhamos em viver.

Que possamos aproveitar as oportunidades de cultivar lindezas nos nossos jardins de vontades e sonhos,  que nos floresça exatamente aquilo que nos ilumina, nada menos que a beleza dos semblantes de  nossas verdadeiras faces será o que repercutirá aos que nos desejam podar antes da florada.

Como Martin Luther King que desejou o mundo que lhe foi apresentado, para mudar nossos mundos, temos que iniciar pela revelação de nosso mundo interior, vida é vida, não podemos deixar que viver seja sinônimo de matar o que somos aos poucos.

O verdadeiro sentido da nossa existência é viver aquilo que a vida nos faz sentir vivos, aquilo que motiva a dançar, cantar, gritar e lutar, sendo assim, não percam a oportunidade de conhecer e viver a aventura de ser você!!!

“Nossas vidas começam a terminar no dia em que permanecemos em silêncio sobre as coisas que importam.” – Martin Luther King

Vamos tentar sempre ver a luz do outro lado do Rio, e deixarmos de muito sérios remar e acreditar nessa Luz:

 

 

 

Qual a sua reação?

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry
6

Deixe um comentário